Sugestão de deputado dos EUA provoca iraquianos

Despertou raiva no Iraque a sugestão do deputado norte-americano Dana Rohrabacher, do Partido Republicano da Califórnia, que na sexta-feira afirmou que os iraquianos deveriam compensar os Estados Unidos pelo dinheiro gasto no país. Rohrabacher levantou a questão em viagem de congressistas norte-americanos a Bagdá, dizendo que, quando o Iraque ficar rico e próspero, poderia recompensar os Estados Unidos. A população e os políticos do Iraque demonstraram repúdio à declaração de Rohrabacher, pois em 2003 não tiveram voz a respeito da invasão dos Estados Unidos para derrubar o regime de Saddam Hussein.

AE, Agência Estado

12 de junho de 2011 | 15h37

O líder da comissão de relações internacionais do parlamento iraquiano, Humam Hmoudi, ridicularizou a ideia e a chamou de "estúpida". Ele disse que os iraquianos é que deveriam pedir compensações pelas dificuldades que tiveram de enfrentar após a invasão dos Estados Unidos. Um outro legislador, Etab al-Douri, afirmou que a sugestão de pagamento aos Estados Unidos é uma "humilhação".

"Como governo, rejeitamos tal pronunciamento e informamos a embaixada norte-americana que esse congressista não é bem-vindo no Iraque", declarou o porta-voz do governo Ali al-Dabbagh neste domingo. Ele acrescentou que o governo está perturbado com os comentários da delegação de seis membros do Congresso dos Estados Unidos sobre um grupo de oposição iraniano que está no Iraque.

Os legisladores dos Estados Unidos foram ao Iraque para investigar as mortes de 34 membros da Organização dos Mujahidin do Povo Iraniano durante uma incursão militar a um quartel conhecido como Campo Ashraf, em 8 de abril. Os exilados iranianos foram refugiados por Saddam, mas se tornaram um incômodo para o governo xiita, que tem ligações com o Irã.

A embaixada dos Estados Unidos em Bagdá procurou se distanciar da discussão. O embaixador James F. Jeffrey destacou, em entrevista à TV estatal iraquiana, que os congressistas não falam em nome da administração dos Estados Unidos nem do governo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIraquedeputado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.