Suíça congela bens de Kadafi

Medidas semelhantes foram tomadas em protestos que derrubaram ditadores na Tunísia e Egito

estadão.com.br,

24 de fevereiro de 2011 | 15h19

O governo da Suíça ordenou na terça-feira o bloqueio imediato de quaisquer bens pertencentes ao ditador líbio, Muamar Kadafi, e de seus familiares, que possam estar no país, informou o Ministério de Relações Exteriores, em comunicado..

 

Veja também:

especialLinha do Tempo: 40 anos de ditadura na Líbia

documento Arquivo: Kadafi nas páginas do Estado

especialInfográfico:  A revolta que abalou o Oriente Médio

blog Radar Global: Os mil e um nomes de Kadafi

lista Análise: Hegemonia de Kadafi depende de Exército fraco

"O Conselho Federal condena com a maior firmeza a violência empregada pelo homem forte da Líbia contra seu povo", diz a nota da chancelaria, segundo a AFP.

 

 "Diante dos acontecimentos, o governo suíço decidiu bloquear com efeito imediato todos os eventuais bens de Muamar Kadafi e sua família na Suíça"

 

A medida, válida por três anos, visa evitar desvios de fundos de recursos líbios que se estejam aplicados na Suíça.

 

Desde os inícios dos protestos no mundo árabe, o governo suíço tomou medidas semelhantes com os ex-ditadores da Suíça Zine Ben Ali, e do Egito Hosni Mubarak . 

Leia ainda:

linkBrasileiros vindos da Líbia chegam a SP

linkUE trabalha em plano de contingência militar

linkRepressão cria êxodo de milhares

linkWikiLeaks revela extravagâncias da família Kadafi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.