Suíça detém oito estrangeiros suspeitos de terrorismo

O governo da Suíça anunciou a prisão de oito estrangeiros suspeitos de estarem envolvidos nos atentados terroristas de maio de 2003, em Riad, na Arábia Saudita. O ataque causou a morte de 35 pessoas e informações dos serviços de inteligência indicavam que o atentado teria sido planejado por pessoas com ligações com a rede Al-Qaeda, operada por Osama bin Laden.A prisão dos suspeitos ocorreu por meio de uma verdadeira operação de guerra, durante a noite de quinta-feira. Cem policiais invadiram casas e edifícios simultaneamente em cinco departamentos diferentes do país, incluindo Berna, Genebra e Zurique. Mais de 20 pessoas foram interrogadas e oito detidas na maior operação antiterrorista já realizada no país.A polícia suíça se recusou a informar a nacionalidade ou religião dos suspeitos. Mas a operação deixou claro que existe a preocupação por parte das autoridades de que a Suíça esteja sendo usada como um local estratégico pelos terroristas. A Polícia Federal do país já deu indicações de que grupos criminosos podem estar se utilizando do país como base para algumas de suas operações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.