Suíça entrega contas de Ferdinand Marcos ao povo filipino

Autoridades suíças aprovaram a liberação formal das contas do ex-ditador Ferdinand Marcos e o envio do dinheiro obtido ilegalmente por ele ao povo filipino. "Os filipinos agora terão à sua disposição os depósitos de Marcos que estavam congelados em contas desde 1998, e que agora valem cerca de US$ 683 milhões", diz um comunicado do Ministério da Justiça da Suíça.Em Manila, no entanto, a viúva do ex-ditador, Imelda Marcos, entrou com um pedido na Corte Suprema para reverter a decisão suíça. Em sua apelação, Imelda é acompanhada de seus filhos, Imee, Irene e Ferdinand. O dinheiro, que somava US$ 356 milhões quando foi descoberto, pouco depois da queda de Marcos em 1986, cresceu de acordo com os juros bancários suíços.Os depósitos estavam distribuídos em cinco fundações que o governo filipino afirmava serem de propriedade de Marcos e de sua mulher. Seguindo um tratado de assistência mútua entre as Filipinas e a Suíça, foi ordenada a transferência dos fundos a um banco filipino em 1999.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.