Suíça está com prisões lotadas e considera exportar detentos, diz ministro

A Suíça enfrenta um problema de excesso de criminosos e poucas prisões, o que levou o Ministério da Justiça a considerar a proposta para exportar condenados para a França e a Alemanha.

Estadão Conteúdo

03 de janeiro de 2015 | 10h36

O diretor de prisões do país, Thomas Freytag, afirmou à rede de TV e rádio SRF na sexta-feira que a infraestrutura correcional da Suíça está operando acima da capacidade. Prisões em estados francófonos do oeste do país, em especial, estão lotadas.

Não se sabe ainda se o ministro irá optar pelo plano de levar os prisioneiros para cumprir pena no exterior, e nem se a França e a Alemanha estairam preparadas para recebê-los.

Nos últimos anos, a Suíça tem reforçado suas regras de imigração para estrangeiros da União Europeia, causando tensões políticas consideráveis com seus vizinhos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SuíçaprisõesdetentosJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.