Suíça está reconsiderando suas relações com Israel

O governo suíço informou nesta terça-feira que está reconsiderando suas relações militares e econômicas com Israel devido aos últimos acontecimentos no Oriente Médio."Até recentemente mantínhamos contato com um país que estavacomprometido com o processo de paz e que havia assinado acordoscom as autoridades palestinas", afirmou a porta-voz doMinistério das Relações Exteriores, Muriel Berset Kohen. "Agora o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, declarouabertamente que seu pais está em guerra".Segundo ela, a Suíça também está preocupada com o número deviolações da lei humanitária internacional cometidas pelo ladoisraelense. "A questão da impunidade daqueles que cometem taisviolações nos preocupa grandemente", disse Kohen.Perguntada sobre a possibilidade de a Suíça aplicar sançõescontra Israel, a porta-voz da chancelaria afirmou que issopoderia ser possível na área de importações.Nos anos recentes, 10% das armas compradas pela Suíça vêm deIsrael. Neste ano, coincidentemente, nenhum pedido de compra foifeito ainda pelo governo de Berna.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.