Suíça impõe sanções à Coréia do Norte por testes nucleares

A Suíça anunciou nesta quarta-feira que imporá sanções àCoréia do Norte na mesma linha da resolução adotada pelo Conselho deSegurança da ONU, devido aos testes nucleares feitos por Pyongyangem 9 de outubro. O Conselho Federal (Executivo) adotou nesta quarta-feira essas medidas queafetarão a partir de amanhã a importação e a exportação de bens ematerial tecnológico e militar que o regime norte-coreano poderiausar para seus programas de mísseis e armamento nuclear, afirmou oMinistério da Economia suíço em comunicado. Entre os bens afetados estão o abastecimento, venda e trânsito decarros de combate, veículos blindados de combate, sistemas deartilharia de grosso calibre, aviões de combate, helicópteros deataque, navios de guerra e lançadores de mísseis, assim como suaspeças de substituição e acessórios. A Suíça já tinha decretado um embargo sobre a venda de armas aPyongyang, mas autorizava um volume restrito e controlado deexportações de bens de duplo uso, com valor de mais de 500.000francos (322.000 euros) anuais desde 1998. Segundo a decisão do governo suíço, também fica proibida a vendade produtos de luxo à Coréia do Norte, como o Conselho de Segurançada ONU indicou em sua resolução, mas os artigos ainda não foramdeterminados. No entanto, o Ministério da Economia suíço divulgou uma listaprovisória desse tipo de produto nos quais estão incluídos caviar,vinhos, jóias, relógios e objetos de arte. Além disso, as autoridades suíças bloquearam recursos econômicosde pessoas, empresas e organizações que contribuem para odesenvolvimento e a construção de armas de destruição em massa emísseis norte-coreanos. O governo da Suíça decidiu também proibir a entrada e o trânsitoem seu território de determinadas personalidades da Coréia do Norte,mas afirmou que a lista das pessoas afetadas será divulgada quando aONU fizer o mesmo com sua lista que está para ser elaborada. A resolução 1.718 do Conselho de Segurança da ONU, estipulada porunanimidade em 14 de outubro, prevê a imposição de sanções aPyongyang devido a seus testes com mísseis nucleares realizados emoutubro, e pede que a Coréia do Norte paralise qualquer atividadevinculada ao desenvolvimento de seu programa nuclear. A decisão da Suíça acontece depois das adotadas por outrospaíses, como Austrália e Japão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.