Suíça: palestinos podem entrar em convenções de Genebra

O governo da Suíça alega que os palestinos podem participar das Convenções de Genebra, ou seja, regras internacionais de guerra que também cobrem ocupações.

AE, Agência Estado

11 de abril de 2014 | 18h54

Os palestinos assinaram cartas de adesão a várias convenções internacionais depois que Israel deixou de libertar prisioneiros, contrariando o que havia sido planejado. Na quinta-feira, a Organização das Nações Unidas disse que o secretário-geral Ban Ki-moon aceita as solicitações palestinas para se juntar a outras 13 convenções.

O Ministério de Relações Exteriores da Suíça, como depositário das Convenções de Genebra, disse sexta-feira que "o Estado da Palestina" aderiu às convenções em 2 de abril.

Israel argumenta que as Convenções de Genebra que proíbem a colonização de terras ocupadas não devem se aplicar para a Cisjordânia e a Faixa de Gaza, porque a Palestina não é considerada universalmente como um Estado de pleno direito. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Palestinasuíçagenebraconvenções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.