Suíça volta a congelar contas de Montesinos

Bancos suíços da Genebra e de Zurique voltaram a congelar as contas bancárias que supostamente pertencem a Vladimiro Montesinos, ex-assessor de inteligência do ex-presidente Alberto Fujimori, de acordo com informações divulgadas neste sábado pela imprensa suíça. Deverão ser bloqueados cerca de US$ 25 milhões que estavam em nome de cidadãos peruanos. As contas já haviam sido fechadas no auge das investigações realizadas pela Justiça de Zurique. De acordo com os jornais, o governo suíço colocou à disposição das autoridades peruanas toda a documentação das contas confiscadas. Ontem, o governo peruano ofereceu uma recompensa de US$ 5 milhões por informações sobre o paradeiro de Montesinos. O ex-assessor presidencial de Alberto Fujimori, de 55 anos, dirigiu a poderosa rede de política-criminal que operou no Peru durante a década passada, acusada de inúmeros delitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.