Suicida mata 4 afegãos perto da embaixada dos EUA em Cabul

Comboio americano é atacado com carro-bomba a 200 metros do prédio da chancelaria; 18 são feridos

Efe e Associated Press,

27 de novembro de 2008 | 06h02

Um suicida atacou nesta quinta-feira, 27 um comboio norte-americano com um carro-bomba. A explosão ocorreu a 200 metros da embaixada dos Estados Unidos em Cabul e matou quatro civis afegãos. O local recebia pessoas para a celebração do Dia de Ação de Graças.   Pelo menos 18 pessoas ficaram feridas no ataque, ocorrido às 8h30 (hora local), segundo um porta-voz do Ministério da Saúde, Abdullah Fahim. O policial Abdul Manan afirmou que no ataque foi usado um Toyota Corolla.   Nenhum funcionário da embaixada foi ferido. O atentado ocorre no último dia de uma visita de uma delegação do Conselho de Segurança da ONU ao país. A ONU havia advertido seus funcionários sobre a possibilidade de ataques durante sua passagem.   Os insurgentes talebans aumentaram a freqüência dos atentados contra sedes oficiais afegãs ou interesses estrangeiros em Cabul, além de combater o Exército afegão e as forças internacionais destacadas no país.   No dia 30 de outubro, cinco pessoas morreram em um frustrado assalto insurgente contra o Ministério de Informação e Cultura afegão, nas cercanias do Palácio Presidencial. Mais de 4.500 pessoas morreram vítimas da violência este ano no Afeganistão.   Matéria atualizada às 11h05.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.