Suicida mata 41 e fere 100 no Iraque, diz polícia

Uma mulher carregada com explosivos se suicidou hoje no norte de Bagdá, matando 41 pessoas, afirmou um oficial de polícia do Iraque. Segundo a fonte, que pediu anonimato, a extremista se explodiu enquanto fiéis caminhavam perto do bairro xiita de Shaab. Um funcionário do Ministério do Interior também citou 41 mortes. Um funcionário de um hospital confirmou o dado. O policial disse ainda que mais de cem pessoas ficaram feridas.

AE-AP, Agencia Estado

01 de fevereiro de 2010 | 09h56

Já o general Qassim al-Moussawi, porta-voz militar em Bagdá, confirmou 19 mortes e 80 feridos. Os números divergentes sobre mortes são algo comum após um atentado. Centenas de milhares de peregrinos estão seguindo hoje até Kerbala, cidade a sudoeste da capital, para marcar o feriado xiita. Com informações da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquesuicidamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.