Suicida mata dois policiais e fere 21 pessoas na Turquia

Um atacante suicida explodiu hoje uma bomba atada a seu corpo na frente de uma delegacia de polícia nas proximidades da praça central de Istambul, matando dois policiais e ferindo 21 pessoas, informou o governo de Istambul. Ninguém assumiu responsabilidade pelo atentado. O primeiro-ministro Bullent Ecevit disse que um turista australiano estava entre os feridos.O atacante suicida aproximou-se da delegacia de polícia, onde se reúnem policiais que patrulham a praça, e detonou os explosivos, disse o governador Erol Cakir. Ele afirmou que 17 dos feridos eram policiais. A Praça de Taksim é bastante visitada por turistas e fica a cerca de 150 metros do consulado alemão. A polícia desarmou outra bomba encontrada na área.Não foi a primeira vez que um atacante suicida promoveu um atentado a bomba na Turquia. Militantes esquerdistas e rebeldes curdos que lutam pela autonomia na parte sudeste da Turquia, de maioria curda, já promoveram vários ataques do tipo em Istambul e em outras cidades nos últimos anos.O último atentado deste tipo ocorreu em janeiro, quando um integrante de um grupo radical marxista entrou numa cafeteria de uma delegacia de polícia e detonou explosivos, matando um policial. Grupos islâmicos radicais também são ativos em Istambul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.