Suicida mata sete perto da casa de ministro paquistanês

Um suicida do Taleban se explodiu hoje perto da casa de um ministro provincial paquistanês, cujo único filho fora assassinado no sábado, 24, por militantes. Sete pessoas morreram e 25 ficaram feridas. Mian Iftikhar Hussain, ministro da informação da província de Khyber-Pakhtoonkhwa e crítico declarado do Taleban, era o alvo do ataque.

Agência Estado

26 de julho de 2010 | 12h29

Ele estava recebendo condolências de visitantes na cidade de Pabbi quando a explosão aconteceu. Alguns de seus parentes também recebiam apoio numa mesquita perto da casa e dois deles ficaram feridos, disse a polícia.

O suicida estava numa motocicleta e se dirigia para a casa do ministro, quando foi interceptado por oficiais de segurança, informou o policial Liaquat Ali Khan. O homem-bomba decidiu então detonar os explosivos.

O Taleban paquistanês assumiu a responsabilidade pelo atentado, dizendo que o objetivo era matar Hussain, porque seu partido político é alinhado com os Estados Unidos. O Partido Nacional Awami é um grupo secular que se declara contra a atividade militante no Paquistão. "Está apenas começando", afirmou o porta-voz do Taleban Ahsanullah Ahsan. "Vamos realizar mais ataques contra o partido, e destruir suas raízes".

O ataque mostra os perigos enfrentados por aqueles que, no Paquistão, atraem a atenção ao se posicionarem contra os militantes islâmicos e têm sido alvo de ataques nos últimos anos. Hussain geralmente aparece em locais onde ocorreram ataques à bomba, na província do noroeste do país, para condenar o Taleban e suas facções aliadas.

No sábado seu filho Rashid Hussain foi assassinado a tiros na mesma área do distrito de Nowshera, ataque que, segundo Ahsan, o porta-voz do Taleban, também foi realizado pelo grupo.

Tudo o que sabemos sobre:
bombaPaquistãoTalebanministro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.