Suicida provoca explosão em tribunal da China e fere juiz

As irregularidades em expropriações de terras, o desemprego e outras injustiças sociais estão produzindo grande revolta entre a população rural chinesa. Alguns dos prejudicados estão recorrendo à violência para protestar contra a situação. O caso mais recente foi uma explosão provocada por um suicida, em um tribunal da cidade de Guagnyuan, na província de Sichuan, no centro da China. A explosão, além da morte do autor do ataque, causou ferimentos em um juiz, informou nesta quinta-feira uma fonte do governo provincial. O ataque ocorreu na noite de quarta-feira, no Tribunal Intermediário de Guagnyuan, que trata principalmente de crimes econômicos, segundo registrou a administração local em seu site. A fonte acrescentou que o autor do ataque era um homem de 60 anos e que não tinha uma das pernas. O juiz ferido está hospitalizado e seu quadro é estável. A polícia abriu uma investigação para esclarecer o caso. Revolta Em janeiro, cinco pessoas morreram e outras 22 ficaram feridas em um atentado suicida na província de Gansu, noroeste da China, quando um camponês de 62 anos invadiu uma sala do edifício do tribunal do distrito onde se realizava uma reunião e detonou os explosivos que levava consigo. Segundo os resultados da investigação, o homem estava revoltado com um veredicto do tribunal do distrito em uma ação civil sobre as propriedades de seu filho, morto, e de sua nora.

Agencia Estado,

06 Abril 2006 | 04h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.