Suicidas matam pelo menos 7 em porto no Iêmen, dizem fontes

Suicidas detonaram nesta quinta-feira dois carros-bomba na cidade portuária de Hodeida, no Mar Vermelho, matando a si mesmos e outras sete pessoas, disseram fontes do movimento xiita houthi e médicos à Reuters.

REUTERS

18 de dezembro de 2014 | 18h19

Três outros suspeitos suicidas foram mortos por membros de uma patrulha de segurança local antes que conseguissem atacar, disseram as fontes do grupo houthi.

"As bombas abalaram a cidade. Eles tinham como alvo um edifício que pertenceu a autoridades do movimento houthi", disse um morador.

O Iêmen está em conflito desde que combatentes houthis capturaram a capital, Sanaa, em setembro e forçaram o governo do primeiro-ministro, Mohammed Basindwa, a renunciar. Um avanço dos houthis para o sul e oeste levou a confrontos com membros de tribos sunitas aliados à Al Qaeda, com dezenas de baixas em ambos os lados.

As fontes houthis disseram que os "takfiris", um termo depreciativo para radicais islâmicos sunitas, que veem os xiitas como infiéis, estavam por trás do ataque desta quinta-feira.

(Reportagem de Mohammed Ghobari)

Mais conteúdo sobre:
IEMENSUICIDASATENTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.