Sul-africano acorda 21 horas após ser declarado morto

O porta-voz do departamento de saúde da África do Sul disse que um homem acordou no interior de uma geladeira de um necrotério, quase um dia depois de sua família ter declarado que ele estava morto. Segundo Sizwe Kupelo, o homem acordou na tarde de domingo, 21 horas depois de a família ter chamado um agente funerário após um ataque de asma do homem.

AE, Agência Estado

25 de julho de 2011 | 15h18

Kupelo disse que o homem começou a gritar, o que fez com que os funcionários do necrotério saíssem correndo de medo. Quando finalmente voltaram ao local de trabalho, retiraram o homem da geladeira. Ele foi então enviado a um hospital próximo e posteriormente foi liberado pelos médicos, que disseram que seu estado era estável. Não foram divulgados detalhes dos exames nem da identidade do homem.

O proprietário do necrotério disse que a família do homem está muito feliz em tê-lo de volta. Kupelo pediu aos sul-africanos que chamem funcionários da saúde para confirmar que uma pessoa está morta. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁFRICA DO SULHOMEMRESSUREIÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.