Sul-coreano deve ser eleito secretário-geral da ONU nesta segunda-feira

Tudo indica que o ministro de Relações Exteriores da Coréia do Sul, Ban Ki-Moon, deve ser eleito o sucessor do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, nesta segunda-feira. Isso porque todos os outros concorrentes retiraram suas candidaturas na última semana. A decisão será ratificada nesta segunda-feira, em uma votação formal do Conselho de Segurança da ONU. Neste domingo, em entrevista ao jornal britânico Financial Times, Ban revelou que, se eleito, usará seu mandato para enfrentar a crise nuclear na Coréia do Norte.Ban Ki-moon consolidou-se como o favorito para o cargo de secretário-geral da ONU depois de ter obtido o apoio dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança. Os países manifestaram o seu apoio em uma pesquisa informal, que, embora não tenha valor legal, indica que Ban reúne agora todas as condições para suceder o atual secretário, o ganense Kofi Annan. Annan deve deixar o cargo no final de 2006 depois de liderar a organização desde 1997Ban, de 62 anos, foi o único entre seis candidatos a não ter seu nome "vetado" na pesquisa por um dos membros permanentes do Conselho (Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, China e Rússia).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.