Park Young-tae/Newsis via AP
Park Young-tae/Newsis via AP

Sondagens iniciais apontam vitória de candidato de centro-esquerda nas eleições da Coreia do Sul

Vitória de Moon Jae-in acabaria com quase uma década de governos conservadores e traria uma abordagem mais conciliatória em relação à Coreia do Norte

O Estado de S.Paulo

09 Maio 2017 | 01h44
Atualizado 09 Maio 2017 | 08h46

SEUL - O candidato de centro-esquerda Moon Jae-in deve vencer as eleições presidenciais da Coreia do Sul realizadas nesta terça-feira, 9, segundo as primeiras sondagens. A vitória dele acabaria com quase uma década de governos conservadores e traria uma abordagem mais conciliatória em relação à Coreia do Norte.

As seções eleitorais sul-coreanas abriram às 6h locais (18h de segunda-feira em Brasília) para as eleições realizadas após a destituição da presidente Park Geun-hye em razão de um escândalo de corrupção. A breve campanha foi dominada pelos temas de emprego e desigualdades. 

Moon Jae-in, de 64 anos, é um veterano da luta pelos direitos humanos. O candidato liderava as pesquisas com 38% das intenções de voto, muito à frente do centrista Ahn Cheol-soo, que em algumas sondagens aparecia empatado com o conservador Hong Joon-pyo.

Estas são as primeiras eleições presidenciais antecipadas na Coreia do Sul, após a também primeira destituição na democracia de um governante por parte de seu Tribunal Constitucional.

Park Geun-hye foi deposta no dia 10 de março pelo seu envolvimento no caso de corrupção envolvendo sua amiga Choi Soon-sil, acusada de criar uma rede de tráfico de influência e extorsão de empresas. / AFP, EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.