Supervulcão sob Yellowstone é maior que se imaginava

A câmara de magma sob o Parque Nacional Yellowstone, no Estados Unidos, é mais de duas vezes e meia maior do que se supunha, revela um novo estudo sobre o subsolo norte-americano liderado por Jamie Farrell, cientista da Universidade de Utah.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2013 | 18h21

De acordo com a nova estimativa, o supervulcão no subsolo de Yellowstone tem 88,5 quilômetros de extensão, 29 quilômetros de largura e sua profundidade varia entre 5 km e 14,5 km.

Isso significa que o supervulcão sob Yellowstone poderia explodir com força similar à da última de suas três erupções, ocorrida cerca de 2,1 milhões de anos atrás.

Na avaliação de Farrell, uma erupção da câmara de magma sob Yellowstone seria um evento global. A força, segundo ele, seria em torno de 2 mil vezes maior do que a erupção do Monte Saint Helens, em 1980.

Não é possível, entretanto, prever quando ocorrerá uma nova erupção do supervulcão. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAYellowstonesupervulcão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.