Suposta carta de Saddam convoca resistência iraquiana

Um jornal de língua árabe sediado em Londres publicou neste sábado uma carta que teria sido escrita por Saddam Hussein e que convoca os iraquianos a transformar as mesquitas do país em centros de resistência contra as tropas lideradas pelos Estados Unidos.?Que todos vocês protejam a terra natal e se engajem na resistência?, diz a carta supostamente escrita pelo presidente deposto do Iraque. ?Não os deixem tomar seu petróleo e sua riqueza.?A suposta carta de Saddam é datada do dia 7 de maio e foi enviada ao jornal Al-Quds Al-Arabi, que já havia publicado uma missiva que seria de autoria do ex-líder iraquiano no dia 28 de maio.Depois disso, o jornal australiano The Sydney Morning Herald publicou a transcrição de uma mensagem gravada cuja autoria seria supostamente de Saddam.O destino do ex-presidente iraquiano é desconhecido desde o início dos ataques liderados pelos Estados Unidos no Iraque, em 20 de março.O novo texto ataca os americanos e os britânicos, mas também não poupa os vizinhos do Iraque. A Síria é acusada de receber exilados iraquianos ligados à CIA, e a Arábia Saudita, de permitir que ?invasores maculassem a terra do profeta?.Segundo a carta, a defesa da pátria é um dever nacional e religioso. ?Eu os convoco, filhos do Iraque, a transformar as mesquitas em centros de resistência e a garantir o triunfo da religião, do Islã e da pátria, e a fazer o inimigo sentir que vocês o odeiam por meio de palavras e de ato?, diz o texto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.