Suposto ataque de aviões deixa ao menos 3 mortos no Paquistão

Mísseis atingiram casa o Waziristão do Norte; versões dão conta de até cinco vítimas, todos rebeldes

Efe,

08 de janeiro de 2010 | 15h05

Pelo menos três pessoas morreram nesta sexta-feira, 8, em um novo ataque com mísseis lançados por um avião não-tripulado dos EUA na região tribal do Waziristão do Norte, no Paquistão, de acordo com informações do canal Geo TV.

 

Segundo o canal, que cita uma fonte não identificada, um míssil acertou uma casa na zona de Tappi, próxima do município de Miranshah, capital do Wazirisitão do Norte, que faz fronteira com o Afeganistão. Outras versões sobre o ataque dão conta de até cinco mortos, todos militantes dos grupos extremistas da região.

 

Na quarta-feira, outras 17 pessoas morreram em dois ataques similares sucessivos na mesma região, reduto da rede terrorista Al-Qaeda.

 

Nesta sexta, o senador John McCain, ex-candidato à presidência dos EUA, defendeu o uso de aviões não-tripulados na luta contra os rebeldes no Paquistão. O governo paquistanês não reconhece oficialmente a colaboração de Washington neste tipo de ataque - ocorreram mais de 40 em 2009 - e enfrenta sérias críticas da população.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.