Suposto cúmplice dos atentados de 11/9 é absolvido

Um tribunal alemão absolveu, com relutância, um marroquino acusado de cumplicidade nos ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos. Abdelghani Mzoudi - que assinou como testemunha o testamento de Mohamed Atta, líder dos terroristas - foi absolvido de mais de 3.000 acusações de cumplicidade em homicídio e da acusação de ser membro de um grupo terrorista.?Sr. Mzoudi, o senhor foi absolvido e isso pode ser um alívio para o senhor, mas não é motivo de alegria?, disse o juiz Klaus Ruehle. ?O senhor foi absolvido não porque o tribunal tenha se convencido de sua inocência, mas porque as provas não bastaram para condená-lo?. Os promotores, que buscavam uma pena de 15 anos de prisão para Mzoudi, prometeram apelar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.