Suposto membro do ETA é preso na França

A polícia espanhola prendeu hoje, no povoado francês de Hendaya, perto da fronteira com a Espanha, Luis José Michelena Berasarte, identificado como o chefe das operações logísticas do ETA através da fronteira nos últimos 12 anos. A captura de Berasarte levou à prisão, na Espanha, de outros seis suspeitos de pertencerem ao grupo terrorista.O ETA, que já assumiu a autoria de mais de 800 assassinatos desde 1968 em sua campanha para obter a independência do País Basco, sempre utiliza o sudoeste da França para organizar os ataques.Michelena estava armado e portava documentos de identidade falsos quando foi preso, disse um porta-voz do Ministério do Interior da Espanha.Horas depois de sua captura, a polícia deteve quatro suspeitos em Vera de Bidasoa, na região de Navarra, limítrofe com a França, e outros dois em povoados próximos à cidade costeira de San Sebastián.O Ministério do Interior da Espanha não informou a identidade dos seis capturados. Mas um porta-voz contou que dois dos detidos em Vera de Bidasoa são conselheiros da coalizão política Euskal Herritarrok, o braço político do ETA.As operações foram realizadas dias depois da morte, no sábado, de um agente de polícia em decorrência da explosão de um carro-bomba em Roses, na Catalunha. O atentado foi atribuído a membros do ETA residentes na França.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.