Suposto membro do Sendero Luminoso é detido na Itália

A polícia do norte da Itália anunciou hoje a detenção de um cidadão peruano suspeito de ter laços com o grupo guerrilheiro Sendero Luminoso e com o assassinato de policiais e civis em seu país. Pablo Francisco La Torre Carrasco, de 35 anos, foi detido em sua casa nas redondezas de Pordenone, ontem à noite, depois que as autoridades, devido a incongruência em seu pedido de residência na Itália, descobriram que ele era procurado no Peru.Segundo um policial de Pordenone, que pediu para não ser identificado, uma corte de Lima havia ordenado a prisão de Carrasco. O peruano, casado com uma italiana, reside em uma área próxima a Pordenone há algum tempo, proveniente da Suécia.O Sendero Luminoso representou uma séria ameaça ao governo peruano na década de 80 e início dos anos 90, até que praticamente desapareceu depois da detenção de seu líder, Abimael Guzmán, em 1992, e de uma forte campanha do governo para desmantelar a campanha guerrilheiro. Entretanto, informes recentes dão conta de que cerca de 700 membros do Sendero operam atualmente em partes da selva e na região montanhosa do Peru.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.