Suposto mentor do 11 de setembro será julgado em NY

O autoproclamado mentor dos ataques de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos, Khalid Sheikh Mohammed, e mais quatro suspeitos de terrorismo detidos na base naval de Guantánamo, em Cuba, serão julgados em Nova York por um tribunal civil, revelou hoje uma fonte no governo norte-americano. Sob a condição de anonimato, o funcionário afirmou que o secretário de Justiça dos EUA, Eric Holder, anunciará formalmente a decisão ainda hoje.

AE-AP, Agencia Estado

13 Novembro 2009 | 09h42

Ao levar suspeitos tão notórios ao território norte-americano, o presidente Barack Obama dá um passo importante em seu plano de fechar o centro de detenção da base naval norte-americana mantida em solo cubano. O julgamento também pode obrigar o sistema judiciário dos EUA a confrontar uma série de questões jurídicas, oriundas dos programas de combate ao terrorismo estabelecidos pelo governo George W. Bush, em meio a denúncias de tortura física e psicológica.

Mais conteúdo sobre:
EUA julgamento 11 de setembro Nova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.