Suposto nazista morre antes de julgamento na Alemanha

O terceiro suspeito nazista mais procurado no mundo morreu antes que pudesse ser julgado, afirmou hoje um tribunal da Alemanha. A corte estadual de Bonn informou, em comunicado, que Samuel Kunz morreu em 18 de novembro, aos 89 anos.

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2010 | 10h46

Kunz era acusado de ter participado em todo o processo da matança de judeus no campo de concentração de Belzec: desde agarrar as vítimas nos trens e empurrá-las até as câmaras de gás, até lançar corpos em valas comuns. Não havia ainda sido marcada a data do julgamento.

Efraim Zuroff, o principal caçador de nazistas do Centro Simon Wiesenthal, disse que é "incrivelmente frustrante" que Kunz tenha morrido antes de ser processado. Segundo Zuroff, "ao menos uma pequena medida de justiça se alcançou" nesse caso, pois Kunz chegou a ser indiciado. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
nazismojulgamentomorteAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.