Suposto vídeo do EI mostra destruição de estátuas na cidade síria de Palmyra

Na gravação, que ainda não teve sua autenticidade comprovada, é possível ver a ação dos jihadistas no que parece ser o museu local. Exército da Síria tomou o controla da região em março

O Estado de S.Paulo

05 Julho 2016 | 08h56

BEIRUTE - O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) publicou nesta terça-feira, 5, um vídeo no qual mostra a destruição de estátuas e múmias na cidade monumental síria de Palmyra, antes que o Exército sírio tomasse o controle da região no mês de março.

Na gravação, cuja autenticidade não pôde ser verificada e que foi divulgada pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), é possível ver membros da "hisba" - o corpo parapolicial do EI - destruindo com marretas várias estátuas no que parece ser o museu de Palmyra.

Um dos seguidores do EI diz: "Vamos destruir os ídolos em qualquer parte, seja onde for que os vejamos os destruiremos. Não há Deus senão que Alá na terra".

Em outra sequência, várias múmias no chão de uma rua são esmagadas pelas rodas de um caminhão que passa por cima delas.

O vídeo acaba com uma explosão na cidadela de Palmyra, situada em uma colina nos arredores da cidade.

O EI conquistou a região em maio de 2015 e a dominou até março, quando as forças armadas sírias expulsaram aos jihadistas do local com a ajuda da aviação russa.

Conhecida por suas ruínas greco-romana, Palmyra é um dos seis lugares sírios que figuram na lista do Patrimônio Mundial da Unesco. /EFE

Veja abaixo: Destruição em Palmyra após controle do Estado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.