Supostos bruxos são linchados em Moçambique

Doze acusados de serem "feiticeiros que se transformavam em leões e esquartejavam homens e mulheres" na região centro-norte de Moçambique foram linchados por familiares das vítimas. A informação foi fornecida por um porta-voz da polícia local à Rádio Nacional, segundo a qual os 12 eram acusados de "devorar 20 pessoas nos últimos quatro meses, mulheres em sua maioria, na província de Cabo Delgado". De acordo com a mesma fonte, "tudo aconteceu depois de eles (os causados) se tranformarem em leões, graças à feitiçaria". A polícia não prendeu nenhum participante do linchamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.