Supostos mísseis dos EUA matam seis no Paquistão

EUA se recusa a reconhecer ataques, mas autoridades afirmaram que três dos mortos eram militantes, enquanto o outros eram locais que os abrigavam

AP,

21 de novembro de 2010 | 13h16

MIR ALI, PAQUISTÃO - Funcionários da inteligência paquistanesa afirmam que um suposto avião dos EUA não-tripulado disparou quatro mísseis contra uma casa no noroeste do Paquistão, matando pelo menos seis pessoas.

 

Os funcionários dizem que o ataque de domingo ocorrido em Khaddi, no Waziristão do Norte, parte da área tribal semi-autônoma do Paquistão perto da fronteira afegã, que está repleta de militantes.

 

As autoridades disseram que três dos mortos eram militantes, enquanto os restantes eram locais que os abrigavam. Eles falaram sob condição de anonimato, já que não estavam autorizados a falar com a imprensa.

 

Os EUA se recusa a reconhecer publicamente que realiza ataques no Paquistão, mas os funcionários disseram reservadamente que os ataques mataram vários militantes sênior da Al-Qaeda e do Taliban.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.