Supostos rebeldes morrem em choques com Exército indiano

Cinco supostos militantes rebeldes morreram hoje em choques com forças do governo indiano na conturbada região da Caxemira. Além disso, a polícia local suspeita que extremistas islâmicos decapitaram três milicianos pró-governo.Oficiais da Força de Segurança de Fronteira disseram que um guerrilheiro separatista foi morto num tiroteio com paramilitares indianos em Pattan, 35 quilômetros ao norte de Srinagar.Em Kreeri, também nos arredores de Srinagar, três rebeldes morreram num tiroteio de quatro horas com soldados indianos. Um quinto guerrilheiro rebelde foi morto em Lolab, 90 quilômetros ao norte de Srinagar.Na fronteira entre Índia e Paquistão, um civil morreu e uma mulher e seu filho ficaram feridos em uma troca de tiros entre soldados paquistaneses e indianos na disputada região himalaia.Hoje a polícia indiana encontrou três corpos decapitados sob uma ponte na aldeia de Hasanoor, 90 quilômetros ao sul de Srinagar. A polícia suspeita que rebeldes separatistas que lutam para anexar a porção indiana da Caxemira ao Paquistão estejam por trás dos assassinatos, apesar de nenhum grupo ter reivindicado a autoria dos crimes até o momento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.