Supostos seqüestradores de candidata detidos na Colômbia

As autoridades colombianas capturaram dois supostos guerrilheiros, um homem uma mulher, que teriam participado do seqüestro da ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, informou a polícia secreta. Os dois detidos, que fariam parte da Frente 15 da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), foram capturados com outros 28 guerrilheiros em 4 de janeiro, durante uma operação em Caquetá, no sudoeste do país.O subdiretor do Departamento Administrativo de Segurança (DAS), Emiro Rojas, afirmou que o detido identificado como Carlos Augusto Hurtado "participou diretamente com as forças especiais das Farc que executaram o seqüestro da doutora Betancourt". Por sua vez, a capturada identificada como Natividad Villán guardou Betancourt em uma choupana entre as 22 horas do dia do seqüestro até 7 horas do dia seguinte.Segundo Rojas, ambos foram acusados pela promotoria de delitos de seqüestro, associação para a delinqüência e rebelião. Eles estão detidos na penitenciária de Florencia, a capital de Caquetá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.