Supostos talebans matam seis e ferem sete no Afeganistão

Seis pessoas foram mortas e outras sete ficaram feridas em ataques de supostos rebeldes talebans, em vários incidentes violentos ocorridos nesta quinta-feira no Afeganistão, informaram fontes oficiais. O chefe do distrito de Dawlat Shah, da província afegã de Laghman, Qadeer Khan e três de seus funcionários morreram quando supostos talebans lançaram projéteis e atiraram contra o veículo onde estavam, informou o chefe da polícia provincial, Mohamad Gul. "Enviamos nossas tropas à região para pegar os culpados", afirmou Gul, acrescentando que, por enquanto, não capturaram nenhum suspeito. Em um outro incidente registrado na província de Helmand, no sul do Afeganistão, o oficial da polícia Moussa Qala e seu irmão morreram após serem atacados por um grupo de supostos talebans, confirmou o porta-voz do governo da província de Helmand, Haji Mohayudin. Nesta quinta-feira, sete civis afegãos ficaram feridos em um ataque suicida dirigido contra as tropas canadenses que estão na cidade de Kandahar, no sul do Afeganistão, no qual o próprio autor morreu sem alcançar seu objetivo. O incidente aconteceu na área de Dorahee, quando um atacante suicida dirigia um carro cheio de explosivos em direção ao aeroporto de Kandahar, onde fica a base das tropas canadenses no país. Antes de chegar ao destino, o carro explodiu, matando o terrorista e ferindo quatro homens, duas crianças e uma mulher. O número de ataques aumentou nas últimas semanas no Afeganistão, onde em 2005 cerca de 1.500 pessoas morreram em diversos incidentes violentos, na maioria causados por ataques de rebeldes do deposto regime Taleban, que governou o país entre 1996 e 2001.

Agencia Estado,

30 Março 2006 | 15h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.