Supostos terroristas são detidos no Paquistão

A polícia paquistanesa deteve mais de 30 supostos extremistas islâmicos, alguns dos quais são suspeitos de pertencer à rede Al-Qaeda, durante uma série de operações realizada em duas grandes cidades do país, informaram autoridades locais. Um suspeito morreu e um policial ficou ferido em um tiroteio durante uma das prisões, ontem à noite, na cidade de Faisalabad, informou o Ministério do Interior do Paquistão. Quatro extremistas ficaram feridos no tiroteio e foram levados a um hospital local sob estrita vigilância, disseram funcionários do governo local sob condição de anonimato. Outras detenções foram feitas em Lahore, segunda maior cidade do país. Ambas as cidades encontram-se na província de Punjab. A polícia local recusou-se a identificar os grupos aos quais pertenceriam os suspeitos. Em janeiro, o presidente do Paquistão, general Pervez Musharraf, proscreveu cinco organizações extremistas islâmicas, como parte de uma iniciativa adotada após o início da ofensiva antiterrorismo liderada pelos Estados Unidos no Afeganistão. Os cinco grupos teriam células estabelecidas em Punjab.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.