Suprema Corte da Califórnia se nega a proibir casamento gay

A Suprema Corte da Califórnia recusou nesta sexta-feira um pedido de um procurador-geral do Estado para a proibição de casamentos entre pessoas do mesmo sexo em São Francisco, além da anulação dos cerca de 3.500 matrimônios já realizados.Instruído pelo governador Arnold Schwarzenegger, o procurador Bill Lockyer havia solicitado à instância máxima de Justiça do Estado que não aguardasse os votos de seus sete membros para se manifestar sobre a legalidade dos casamentos. Mas o tribunal negou o pedido, reiterando que a população e o grupo conservador que se opõe aos casamentos têm até 5 de março para apresentar seus argumentos.Nesta sexta-feira, a cidade de New Paltz, no Estado de Nova York, também começou a emitir certidões de união entre homossexuais: 21 casais já estão legalmente casados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.