Suprema Corte da Turquia rejeita reforma constitucional

A Suprema Corte da Turquia rejeitou hoje parte de um pacote apresentado pelo governo para reestruturar a Constituição do país, abrindo caminho para a convocação de um referendo.

AE-AP, Agência Estado

08 de julho de 2010 | 21h02

O Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, pelas iniciais em turco), do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, afirma que as mudanças são necessárias para adequar a Carta às democracias europeias. Para a oposição, o governo quer nomear membros das Forças Armadas e da Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.