Suprema Corte decide não processar García

A Suprema Corte do Peru negou a apelação final de um promotor que quer reabrir um processo referente às denúncias de corrupção contra o ex-presidente Alan García, informou o presidente do júri nesta sexta-feira. García - cujo governo, entre 1985 e 1990, foi marcado pela incompetência, pela hiperinflação e pela violência guerrilheira - negou as acusações de que tenha reunido uma fortuna ilícita em negócios escusos enquanto era presidente. "Pelo fato de ter passado do tempo, de acordo com as leis peruanas, não é possível fazer um pronunciamento sobre se ele é culpado ou inocente", disse o juiz Walter Vazquez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.