Suprema Corte do Canadá reconhece direito ao casamento gay

A mais alta corte de Justiça do Canadá determinou que o governo pode redefinir o casamento de forma a permitir as uniões entre pessoas do mesmo sexo, acrescentando que ministros religiosos não podem ser forçados a celebrar cerimônias que contrariem suas crenças.A decisão põe no estágio final a longa luta dos gays canadenses pelo direito de casar. Juízes em seis províncias e um território já haviam derrubado a definição tradicional de casamento, permitindo milhares de uniões gays.O Canadá se unirá à Bélgica e à Holanda na lista de países onde os gays podem se casar, se o governo agir com base na decisão judicial. Para passar na Câmara dos Comuns, uma lei redefinindo o casamento precisa de uma maioria de 155 votos. Um importante político prevê que a lei passe logo no início de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.