EFE/S?shenka Guti?rrez
EFE/S?shenka Guti?rrez

Suprema Corte do México descriminaliza o uso recreativo da maconha no país

Decisão foi anunciada após o término do prazo até 30 de abril que a corte deu ao Congresso para emitir uma legislação sobre o assunto

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2021 | 19h09

CIDADE DO MÉXICO - A Suprema Corte de Justiça do México descriminalizou nesta segunda-feira, 28, o uso recreativo da maconha para adultos, declarando inconstitucionais artigos da lei de saúde que o proibiam. 

“Hoje é um dia histórico para as liberdades. Depois de uma longa trajetória, esta Suprema Corte consolida o direito ao livre desenvolvimento da personalidade para o uso recreativo da maconha”, disse o presidente do tribunal, Arturo Zaldívar,  logo que a decisão foi aprovada por oito dos 11 magistrados.

A decisão foi anunciada após o término do prazo até 30 de abril que a corte deu ao Congresso para emitir uma legislação sobre o assunto. Em 10 de março, a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei nesse sentido. Faltava a votação no Senado, que havia endossado o texto em novembro, mas que deveria retomá-lo, após as alterações feitas na Câmara.

No começo de abril, no entanto, a maioria governista no Senado disse que estava analisando o adiamento da discussão final até setembro. Ricardo Monreal, coordenador da bancada do partido presidencial, Morena, disse, na época, que o regulamento enviado pela Câmara continha inconsistências.

A declaração aprovada hoje pela Suprema Corte implica que quem quiser usar maconha com fins recreativos pode pedir autorização à Comissão Federal de Proteção contra Riscos Sanitários (Cofepris), e que a mesma não pode ser negada./ AFP

Tudo o que sabemos sobre:
maconhaMéxico [América do Norte]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.