Suprema Corte eleva mandato de Karzai em 3 meses

A Suprema Corte do Afeganistão anunciou neste domingo que o presidente do país, Hamid Karzai, deve permanecer no cargo até que um novo líder seja eleito, o que na prática aumenta o seu mandato em mais de três meses, segundo a rede de TV estatal.

AE-AP, Agencia Estado

29 de março de 2009 | 13h31

De acordo com a Constituição afegã, o mandato de Karzai termina em 21 de maio, e uma eleição deve ocorrer entre 30 e 60 dias antes dessa data. No entanto, a comissão eleitoral do país postergou a eleição para 20 de agosto, devido a temores quanto à segurança e problemas logísticos como a distribuição de cédulas.

Com a possibilidade de atraso na contagem nos votos e de um segundo turno, a decisão da Suprema Corte pode significar que Karzai ficará no cargo até outubro, algo que políticos da oposição disseram que não irão aceitar. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.