Supremo confirma vitória de Kenyatta

O Tribunal Supremo do Quênia confirmou ontem a vitória de Uhuru Kenyatta nas eleições presidenciais do dia 4, ao rejeitar a impugnação apresentada pelo primeiro-ministro e candidato derrotado, Raila Odinga. Kenyatta, indiciado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade, obteve 50,07% dos votos e conseguiu a maioria absoluta no primeiro turno. Odinga, que conquistou 43,3% dos votos, apresentou um recurso contra o resultado, alegando irregularidades na eleição. A última votação, em 2007, provocou uma onda de violência no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.