Supremo rejeita proposta de Arias

A Suprema Corte de Honduras rejeitou ontem restituir à presidência Manuel Zelaya, deposto em 28 de junho e expulso do país. Sua restituição ao cargo era prevista por uma proposta do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, que vem mediando a crise. O Supremo anunciou sua decisão um dia antes da chegada a Honduras de uma missão da OEA que busca solução para o impasse político.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.