Christ Chavez/Getty Images/AFP
Christ Chavez/Getty Images/AFP

Surge uma nova estrela democrata

Jovem Beto O’Rourke vence batalha contra Trump na noite de El Paso

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2019 | 05h00

EL PASO, TEXAS - O democrata Beto O’Rourke se tornou conhecido nas eleições legislativas de novembro. Ele foi candidato ao Senado pelo Texas, Estado que é considerado cativo dos republicanos, e quase venceu Ted Cruz, um dos políticos mais conservadores do país. 

O’Rourke é jovem e carismático, uma commodity valiosa em um partido que busca desesperadamente a renovação e precisa de um nome capaz de derrotar o presidente Donald Trump nas eleições de 2020. Depois da boa campanha no Texas, muitos democratas começaram a ver com simpatia a possibilidade de ele se lançar pré-candidato à Casa Branca. 

Faltava uma faísca, que parece ter sido dada de presente por Trump, na terça-feira, quando o presidente decidiu fazer campanha pelo muro na fronteira com o México. O lugar escolhido pela Casa Branca para um comício presidencial foi a cidade de El Paso, no Texas, terra natal de O’Rourke. Foi a deixa que o democrata precisava.

Em uma ação ousada, o democrata organizou um discurso em El Paso na mesma hora que Trump. E se saiu bem. Enquanto o presidente falava para uma plateia de 6,5 mil pessoas na sede do Corpo de Bombeiros da cidade, O’Rourke discursava para 10 mil correligionários no County Coliseum, em uma disputa transmitida ao vivo pelas principais cadeias de TV dos EUA. 

“El Paso é uma das cidades mais seguras dos EUA. Não por causa de um muro, mas apesar do muro”, disse O’Rourke, fazendo o que muitos esperavam dele: soar como candidato presidencial e se colocar como mais uma estrela na constelação de pré-candidatos democratas. / AP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.