Surto de Ebola chega ao Congo

Um surto do mortífero vírus Ebola, registrado há várias semanas no Gabão, chegou ao vizinho Congo, informou hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS). Até agora, foram detectados 11 casos no Congo, que se somam aos 16 já conhecidos em território gabanês, dos quais 15 foram fatais. As autoridades sanitárias temiam a ampliação do surto, já que muitas pessoas cruzam diariamente a fronteira entre os dois país.Pelo menos uma mulher do Gabão que acreditava-se estava infectada pelo vírus encontrava-se na aldeia congolesa Mbomo, disseram hoje autoridades. Seu bebê havia morrido e o estado dela era grave. "A equipe internacional (de especialistas) trabalha em ambos os lados da fronteira e colabora estreitamente com uma equipa do Ministério da Saúde congolês para controlar o surto", disse a OMS.O pessoal médico rastreia todas as pessoas que tenham entrado em contado com qualquer uma das vítimas conhecidas e as examina em busca de sinais do vírus para evitar que o contágio se espalhe. O Ebola é uma das doenças virais mais mortíferas que se tem registro, causando a morte de 50% a 90% dos infectados.O vírus é transmito por meio de fluidos do organismo, tais como mucosa, saliva e sangue. Ele fica incubado entre 4 e 10 dias até que aparecem sintomas similares aos da gripe. Depois, o vírus causa hemorragia interna, vômitos e diarréia. Não existe ainda cura, mas o mal geralmente mata suas vítimas antes de poder se espalhar.Segundo a OMS, mais de 800 pessoas morreram desde que se identificou o vírus em 1976 no Sudão e em uma região próxima ao Congo. No ano passado, 224 pessoas morreram de Ebola em Uganda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.