Surto de Ebola pode ter matado mais de 50 na Guiné

Algumas das mais de 50 pessoas mortas nas últimas semanas em decorrência de uma febre hemorrágica na Guiné estavam infectadas como vírus Ebola, informou neste domingo o porta-voz do governo, Damantang Albert Camara. Segundo ele, o vírus foi detectado em testes realizados por um laboratório em Lyon, na França.

AE, Agência Estado

23 de março de 2014 | 11h33

De acordo com o Ministério da Saúde da Guiné, até agora foram relatados 80 casos da febre, incluindo 59 mortes. Esther Sterk, da organização não-governamental Médicos sem Fronteiras, disse que há 49 casos confirmados, incluindo 29 mortes. Sterk informou que os testes identificaram o Ebola em amostras de seis vítimas. Segundo ela, é "bem provável" que outros tenham contraído o vírus.

Um surto entre humanos nunca foi identificado antes na África Ocidental. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GUINÉEBOLA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.