Suspeita de bomba faz avião voltar meia hora depois de decolar

Voo foi adiado para sábado de manhã e passageiros passarão a noite em hotéis próximos ao aeroporto

EFE

17 de outubro de 2009 | 04h17

Um avião da companhia espanhola Iberia, com 250 pessoas a bordo, teve que retornar ao aeroporto internacional de Caracas nesta sexta-feira, meia hora depois da decolagem, por ordem das autoridades de segurança aeroportuária, informaram fontes da empresa.

 

Porta-vozes do escritório da Iberia no Aeroporto Internacional de Maiquetía, a cerca de 30 quilômetros de Caracas, confirmaram que o avião retornou ao aeroporto venezuelano por ordens da segurança aeroportuária, sem dar mais explicações ao respeito. Os passageiros tiveram que desembarcar e as autoridades venezuelanas "revistaram" o aparelho, disseram as fontes.

 

Pouco antes das 22h hora local (23h30 de Brasília), a companhia espanhola indicou que o voo 6700 da Iberia havia sido adiado para sábado de manhã e que os passageiros passarão a noite em hotéis próximos ao aeroporto.

 

Meios de comunicação locais, que citaram fontes da Torre de Controle de Maiquetía, afirmaram que o avião foi obrigado a voltar por um suposto "alarme de bomba" que resultou "falso", sem que essa versão tenha sido confirmada oficialmente.

Tudo o que sabemos sobre:
IBERIABOMBAAVIÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.