Suspeita de Sars em Hong Kong era alarme falso

A mulher que foi internada na segunda-feira em Hong-Kong com suspeitas de estar contaminada com o vírus da pneumonia asiática não tem a doença. Os resultados dos testes, que saíram hoje, deram negativo para o vírus da Síndrome Respiratória Aguda e Grave (Sars). Já em Cingapura, um homem que tornou-se a primeira vítima recente da pneumonia asiática, após quatro meses sem nenhum registro de caso, recebeu alta hoje. Suspeita-se que ele tenha contraído o vírus no laboratório em que trabalhava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.