Suspeito da morte de promotor venezuelano morre em tiroteio

Um advogado suspeito de envolvimento no assassinato de um importante promotor público da Venezuela foi morto numa troca de tiros com policiais, informam as autoridades. Antonio Lopez morreu depois de abrir fogo contra agentes de polícia que se aproximavam de seu carro, disse o chefe de polícia Henry Zerpa. Lopez era investigado pelo assassinato de Danilo Anderson, que preparava um caso contra 400 pessoas que apoiaram o golpe de Estado contra o presidente Hugo Chávez, aplicado em 2002. Anderson morreu em 18 de novembro, quando duas bombas explodiram no carro em que viajava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.