Suspeito de apoiar atentados em Londres é preso

A Justiça britânica decretou nesta sábado a prisão preventiva de um homem detido em meio às investigações sobre os atentados fracassados de 21 de julho passado contra a rede de transporte de Londres. Muhedin Ali, de 27 anos, compareceu em uma breve audiência realizada no tribunal de Bow Street (centro da capital britânica), após ter sido acusado na sexta-feira formalmente pela Scotland Yard.O juiz de turno, Tim Workman, ordenou a prisão preventiva do réu até o próximo 10 de fevereiro, quando se realizará uma nova audiência judicial no tribunal penal de Old Bailey, também no centro de Londres. A Polícia acredita que Muhedin Ali tenha ligações com Hussain Osman, suspeito de ser responsável pelo ataque fracassado contra um trem do metrô na estação de Shepherd´s Bush (oeste de Londres). Osman, de 27 anos e origem etíope, tinha sido extraditado em 22 de setembro passado da Itália, para onde tinha fugido após os atentados.Segundo as forças de segurança, Ali, detido no último dia 17 no oeste da capital britânica, "sabia ou achava que podia ser útil para garantir a detenção, julgamento ou condenação de Hussain Osman no Reino Unido", mas não deu informações à Polícia. Além disso, a Scotland Yard o acusa de colaborar na fuga de Osman mesmo "sabendo ou achando" que o suposto terrorista tinha perpetrado um dos ataques.O ataque fracassado contra três composições do metrô e um ônibus urbano de Londres teria sido feito por quatro terroristas, mas os detonadores das bombas falharam. Os ataques foram quase uma cópia dos perpetrados em 7 de julho de 2005, que causaram 56 mortos - incluindo quatro terroristas suicidas - e cerca de 700 feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.