Suspeito de assassinatos é um homem solitário de 37 anos

Funcionário de um supermercado, divorciado, solitário e de 37 anos, Tom Stephens é, por enquanto, o principal suspeito do assassinato de cinco prostitutas na região de Ipswich, no sudeste da Inglaterra, segundo a imprensa britânica. As forças de segurança do condado de Suffolk, sudeste da Inglaterra, informaram nesta segunda-feira que um homem foi detido às 7h20 (5h20 de Brasília) deste mesmo dia em Trimley, próximo a Felixstowe, mas, por razões legais, sua identidade não foi divulgada pela Polícia. No entanto, a rede britânica BBC revelou nesta manhã a identidade do homem detido, também apontado pelo jornal Sunday Mirror no domingo como o principal suspeito. O detetive Stewart Gull, que conduz as investigações, informou que o homem foi preso por suspeita de envolvimento nos assassinatos de Gemma Adams, de 25 anos; Tania Nicol, de 19; Anneli Alderton, de 24; Annette Nicholls, de 29; e Paula Clennell, de 24.Solitário Em uma longa entrevista de Stephens ao Sunday Mirror, que teve alguns trechos transmitidos hoje pela BBC, o homem revelou que conhecia bem as prostitutas de Ipswich, com quem se relacionava há 1 ano e meio. Na entrevista, Stephens chorou e se revelou um homem solitário. "Sou amigo de todas as meninas, mas não tenho nenhum álibi", disse, entre soluços, ao jornalista do jornal britânico. Stephens afirmou que é "inocente", mas admitiu que sua relação com as mulheres mortas poderia levá-lo à "prisão". Stephens revelou que era "mais próximo" de Tania Nicol, a primeira prostituta assassinada, de 19 anos, com quem teria sido "quase um namorado", e acrescentou que também tinha uma relação muito próxima com Gemma Adams. O suspeito dos assassinatos afirmou que, por sua proximidade com as prostitutas, teve "oportunidades" de cometer os assassinatos, já que elas "confiavam muitíssimo" nele. Perguntado por que costumava passar o tempo com prostitutas e viciadas em drogas, Stephens respondeu que se sentia "triste e só" e acrescentou que havia "algo" nele que as mulheres não gostavam. Além disso, os vizinhos do homem acusado das mortes, que se mudou para uma casa situada em uma área residencial de Suffolk três meses após seu divórcio, disseram ter notado que Stephens tinha atitudes "estranhas". Lesley-Anne Barber, uma vizinha de 50 anos, afirmou tê-lo visto vestido com calças justas e camiseta sem mangas em pleno mês de novembro, "cavando" em seu jardim. "Costumava vagar pelo jardim e não parecia o tipo de pessoa que gostasse de se relacionar com os outros", disse Barber, que definiu o suspeito como "um pouco extravagante". Outra vizinha de Stephens, que só quis ser identificada como Wynel, disse que o detido "era um solitário, que costumava se locomover com uma bicicleta. É um homem magro e parecia que não queria se relacionar com ninguém, além dele mesmo". Wynel expressou seu desgosto perante a detenção de Stephens e de ele ser suspeito. "Como se sentiria se vivesse ao lado de um homem preso por envolvimento (nos assassinatos) quando se tem em casa uma filha adolescente, que é proibida de sair porque há um assassino solto?".Na internetO suspeito tem um perfil no site de relacionamentos MySpace, no qual se identifica como "O Bispo" (The Bishop).No álbum de fotos, há algumas imagens dele e várias de um desenho animado dos anos 70, Hong Kong Phooey, o qual Stephens chama de "meu herói". Em seu perfil, se descreve como "heterossexual", "solteiro" e diz usar o site para "namoro, relacionamentos sérios, e amizades".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.