Suspeito de ataque na França é preso, diz TV francesa

Polícia cercava suspeito de ataques a escola judaica na segunda-feira em Toulouse; homem seria muçulmano de origem argelina.

BBC Brasil, BBC

21 de março de 2012 | 11h03

O ministro do Interior da França, Claude Gueant, negou que o suspeito pelo ataque em uma escola judaica na segunda-feira tenha sido preso, como foi divulgado por dois canais de TV do país.

Forças especiais da polícia mantêm o cerco a um edifício em Toulouse onde está o suspeito de ter matado quatro pessoas na escola em Toulouse, além de três soldados em dois ataques separados na semana passada.

O edifício, cercado desde a madrugada, fica a cerca de três quilômetros da escola onde ocorreu o ataque na segunda-feira.

O suspeito, identificado como o francês de origem argelina Mohammed Merah, de 24 anos, teria afirmado aos policiais que pertencia à rede Al Qaeda e que teria agido como vingança pelas "crianças palestinas" e contra os "crimes da França" no Afeganistão. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.